segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Reflexos

Quando se vêem ao espelho, o que vêem? Olhas-te como um todo, ou como uma soma de partes? Para muitas pessoas quando se olham ao espelho, as únicas coisas que observam são as coisas que lhes foram ditas que precisam de modificar.

Quer seja o peso, ou o tamanho do nariz; ou as sardas no seu rosto ou até mesmo a maneira que como se veste; para muitas pessoas, essas imperfeições que estão à vista de todos, são a única coisa que eles vêem. A pessoa fica perdida na imagem do espelho e apenas as falhas permanecem.

Eu não consigo precisar a quantidade de vezes que eu vi a minha imagem reflectida no espelho e apenas vi as coisas que eu queria mudar. Eu olho para a minha face e apenas vejo as minhas sardas a brilharem como um farol à noite. Ou do meu sorriso que me faz um olhar estúpido. Ou a minha barriga saliente.

Eu costumava observar-me tanto no espelho, porém o que eu não conseguia ver era a pessoa que estava no outro lado.

Mesmo as pessoas mais confiantes no seu dia-a-dia podem se perder com a sua imagem reflectida no espelho. Uma das mulheres mais confiantes que conheço disse-me um dia que ela por vezes não sai de casa porque se sente horrível naquele momento e não gostaria que as pessoas olhassem para ela.

Mas ao começar fotografar tantas vezes a minha cara, eu comecei a olhar para ela como um todo, ao invés de listar apenas as coisas negativas. Isso continuou até que finalmente quando olho para um espelho e me vejo, gosto do que observo.

Gostar do que vê quando se olha ao espelho não é vaidade e deve ser descartada como tal. Existe uma grande diferença entre ser narcisista e simplesmente aceitar exactamente como somos.

A verdade que está por trás da nossa guerra com o espelho é que vivemos numa sociedade baseada na aparência.  Somos constantemente julgados pelo físico, mesmo antes de as pessoas conhecerem a nossa personalidade. Todos os dias vemos celebridades retocadas em revistas onde cada falha e defeito é apagada e essas imagens são apresentadas como um exemplo do que devemos nos esforçar para.

De agora em diante, eu tenho a intenção de lutar pela felicidade. E, talvez, seja a própria sociedade que precise de dar uma boa olhada no espelho.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...