terça-feira, 4 de novembro de 2014

Séries que assisto #10

Arrow


Primeiro, tenho de confessar que nunca fui muito à bola com series e filmes e personagens de banda desenhada. (tirando o Flash, que quanto a mim é super herói mais completo de todos. De momento até tem a sua própria série, mas quanto a isso falaremos mais tarde, num novo post). Mas filmes e séries de super heróis nunca foram de facto a minha onda. Mas Arrow surpreendeu-me. Bastante. 

Verdade seja dita, Arrow tinha diversos motivos para não dar certo, mas parece que aprendeu com os erros de Smallville, ao redefinir o género de séries de super-heróis.

Arrow é inspirada nos livros de banda desenhada The Longbow HuntersGreen Arrow: Year One e Green Arrow (2001-2007),- além de uma clara influência pela trilogia do Batman de Christopher Nolan. O investimento que fizeram no argumento de modo a que se tornasse mais realista e sombrio definiu o desafio mais importante para os produtores de Arrow: transformar personagens do Universo DC em personagens que se encaixam num universo sem poderes.

Diante deste desafio, a série apostou num mundo completamente novo, com novos conflitos, personagens e tramas adequadas para TV. O objectivo nunca foi transpor as histórias da DC integralmente para a televisão, o que pode ter desagradado alguns fãs, mas o domínio do rumo da história passada em Starling City deu aos criadores de Arrow uma arma poderosa.

A história é simples. Oliver Queen (Stephen Amell), o playboy já conhecido por fãs de banda desenhada, sofre um acidente de barco e passa cinco anos numa ilha, aparentemente morto. Depois desse período, consegue retornar à sua cidade e traz consigo uma nova identidade e habilidades. Em Starling City, encontra familiares, amigos e uma série de conflitos que  irão desenvolver seu lado anti-herói, que age no submundo da cidade para fazer o bem, ou, melhor dizendo, para cumprir o último desejo do seu pai e alimentar o seu próprio desejo de vingança.

Neste contexto, a única exigência feita pelo The CW, canal que exibe a série nos EUA, foi que tivesse uma narrativa com elementos de drama familiar, adequada ao seu público. 

Ao longo da primeira temporada os personagens que protagonizaram este drama foram desenvolvidos de forma satisfatória, coerente e até acelerada. Isto porque em alguns episódios, como por exemplo a de Tommy Merlyn, que poderiam durar temporadas a fio, em cozimento brando para funcionar como uma carta na manga - algo que acontece em diversas séries do mesmo segmento. Entretanto, os argumentistas mostraram que possuem domínio da história e, ao contrário de Smallville, não desgastaram a audiência arrastando-se. Desenvolveram personagens, criaram expectativas e deram destinos completamente diferentes do esperado.

Esse aspecto surpresa no argumento, quanto a mim, é seu grande trunfo. Outro aspecto positivo são as referências às revistas de banda desenhada, que nasceram das mais diversas formas. Em 23 episódios, Arrow criou um arsenal de boas referências e um universo expandido. 

O romance também se fez presente na trama, mas não roubou os holofotes. Laurel Lance (Katie Cassidy), que foi namorada de Oliver Queen (antes do desaparecimento), e que começou um relacionamento com Tommy Merlyn, protagonizou um triângulo amoroso piegas que encerrou a primeira temporada. Outros personagens também merecem destaque: Moira Queen (Susanna Thompson), a matriarca corrupta; Felicity Smoak (Emily Bett Rickards), a substituta de Chloe Sullivan; Thea Queen (Willa Holland), a protagonista do drama adolescente e, por último, Tommy Merlyn (Colin Donnell), o aspirante a vilão.

Com esta temporada, Arrow apresentou dramas comoventes, reviravoltas e muitas surpresas. Mas o futuro da história de Oliver Queen e a sua trupe ainda é uma incógnita, o que deixa Arrow perante um novo desafio, tendo em mente os acontecimentos do último episódio: reinventar-se. O que conseguiu fazer maravilhosamente na segunda temporada. Que na minha opinião foi muito melhor que a primeira.
A terceira temporada começou há mais ou menos 3/4 semanas. 






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...