sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Mudanças

Apetece-me escrever. Não sei sobre o quê. Apetece-me simplesmente. Pegar na caneta e numa folha de papel e rabiscar umas frases com ou sem sentido. Esvaziar a mente através da tinta da caneta. Ainda não sei sobre o que escrever. Penso, penso e não me sai nada. Poderia escrever sobre o estado da politica em Portugal ou sobre economia, mas, não me sinto com vontade de "xingar" pessoas. Por isso apenas vou escrever sobre o que o meu coração me pede. Mudanças. As mudanças que me aconteceram este ano. Sinto que foi um ano produtivo a nível pessoal, que conheci pessoas fantásticas que me ajudaram a ver o mundo com outros olhos. Melhor, que me mostraram um mundo que apesar de conhecer, nunca o tinha vivido verdadeiramente. E, apesar, de muitas vezes até parecer que estou "nem aí", as mudanças estão lá. Posso não demonstrar os meus sentimentos via abraços, beijinhos e palavras, mas, sinto que estou com o meu coração mais sorridente, mais aberto. E com a mente mais aberta a tudo o que antes me soava a estranheza. E é bom sentir-me assim. Ah! Como é bom! E por isso quero agradecer a todos que com muita paciência e dedicação que me deram esta oportunidade de crescer enquanto ser humano, que me deram palavras de incentivo, que me souberam amparar quando as coisas corriam menos bem. Souberam-me bem essas palavras, algumas delas duras sim, mas foram exactamente essas que me fizeram reflectir e querer fazer e ser melhor. Sei que não sou a pessoa mais fácil do mundo, aliás, por vezes sei mesmo que sou a pessoa mais difícil de conquistar. Mas todos vocês, de uma maneira ou outra me conquistaram um pouco. Uns pela alegria, outros pela simplicidade, outros pela complexidade capaz de me deixar com os nervos à flor da pele e outros pela maneira realista como vêem as coisas. Todos vocês me transformam, me inspiram e me fazem querer trabalhar e sentir-me confortável com a minha precária situação. Sei que pode parecer estranho, mas é o que sinto e como afirmei ao iniciar este texto apenas escreverei aquilo que sinto. Acho que nunca disse a ninguém que gostava e que os tenho no coração. Por isso esta é a oportunidade ideal para o fazer uma vez que as letras são mais fáceis quando escritas. Gosto muito de todos vocês que me encheram o coração. Todos me conseguiram conquistar um pedacinho e penso que isso seja o mais importante. Termino com uma frase de um dos meus livros de eleição: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas." Antoine de Saint-Exupéry
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...